Tag

MG

Dicas

CHURRASCOS

CHURRASCOS
A previsão para o fim de semana é de sol e calor? Quer cenário melhor para organizar um churrasco?
Há milênios, o homem aprendeu a assar os animais que caçava e descobriu que a carne feita dessa maneira é muito saborosa!
Antigamente fazer churrasco era cansativo e até mesmo considerado deselegante; na verdade, admite certa informalidade mas não deve ser confundida com desleixo. Os convidados merecem ser recebidos com conforto e num ambiente agradável. Além das flores, boas alternativas são os arranjos com legumes, frutas, pimentas ou temperos. Sobre uma mesa ou aparador, coloque os pratos, talheres, copos e guardanapos; pequenos pesos ou prendedores enfeitados com flores ou fitas, evitam que as toalhas voem com o vento E finalmente, é bom saber que os churrascos vão muito além de grelhar bifes e lingüiças.
Lista de compras para churrasco:
 Carnes (calcular aproximadamente 400 gramas por pessoa. Para crianças, conte 200 gramas);
 Sal grosso;
 Carvão;
 Álcool;
 Gelo;
 Bebidas com e sem álcool (o ideal é 1 litro e meio por convidado);
 Água (1 litro por pessoa);
 Descartáveis;
 Guardanapo;
 Papel alumínio;
 Sacos de lixo;
 Acompanhamentos (vinagrete, farofa, pão, arroz, pimenta, maionese e o que mais desejar. Calcule 400 gramas de comida por pessoa, sem contar a carne);
 Itens para banheiro (papel higiênico, toalha e sabonete líquido);
 Material de limpeza.

Cálculo por pessoa: Algumas pessoas comem até 1 kg de carne, porém, outros se satisfazem com apenas 250 g. Portanto calcule 400 g por pessoa (no caso de adultos), é a conta certa para nunca faltar.
Mas toda regra tem exceções, portanto, quanto maior a variedade de carnes servida, maior deve ser a quantidade por tipo, para não haver o risco de faltar quando várias pessoas optarem por um tipo de corte.
Sendo mais prático, se optar por: lingüiça fresca, costela de porco e uma carne de boi, a conta por pessoa será: 100 g de lingüiça, 200 g de costela de porco (seria 100 g, mas, como metade é osso, calcule o dobro) e 200 g de picanha, por exemplo. Total: 400 g .
Se optar por uma quantidade maior: lingüiça fresca, asa de frango e costela de porco, seguidos de picanha, maminha, fraldinha e costelas de cordeiro. Vamos às contas: 60 g de lingüiça, 100 g de asa de frango (metade osso), 100 g de costela de porco (metade osso), 150 g de picanha, 100 g de maminha, 100 g de fraldinha e 200 g de costela de cordeiro (metade osso e perdas). Total: 710 g, considerando tudo, sem as perdas dos ossos.

Post Relacionado
Pescados

Churrascos : Namorado e camarões Defumados

Churrascos : Namorado e camarões Defumados
(6 porções)
Ingredientes:

1 k de filé de namorado
12 camarões rosa – 21 – limpos
60 g de sal fino
30 g de açúcar refinado
1 colher de chá de cravo em pó
1 colher de chá de louro em pó
1 colher de chá de cebola em pó
1 colher de chá de pimenta da Jamaica em pó
Preparo:
Misture o sal, o açúcar, as especiarias e cubra os pescados. Deixe curar por 15 min.
Retire a cura, lave os pescados sob água fria e deixe-os secarem descobertos sob refrigeração. Proceda então, a defumação.
Defumação:
Ingredientes:

300 g de arroz longo
50 g de açúcar refinado
50 g de gengibre em pó ou fresco ralado
1 colher de chá de canela em pau
1 colher de chá de anis estrelado
1 colher de chá de sementes de erva-doce
1 colher de chá de estragão seco
Preparo:
Aqueça uma panela e torre o açúcar, o arroz e as especiarias até começar a subir uma fumaça branca e espessa
Coloque imediatamente a grelha na panela e disponha os filés já temperados sobre ela
Tampe e defume em fogo baixo por 3 a 5 min.
Retire os pescados e descarte a mistura da defumação.
Sirva com os acompanhamentos de sua preferência.
Acompanhamentos Sugeridos:
Ovos cozidos
Pão de forma preto
Mostarda escura
Dill fresco
Salsinha picada
Cebola picadinha
Pepino Caipira
Creme de leite fresco batido
Limão

Post Relacionado
Entradas

Churrascos: Castanhas Diversas Defumadas

Churrascos: Castanhas Diversas Defumadas
(4 a 6 porções)
Ingredientes:

250 g de amêndoas cruas
185 g de nozes
185 g de amendoins crus
125 g de castanha de caju crua
125 g de avelãs
2 colheres de sopa de serragem para defumar
1 colher de sopa de sal marinho
Preparo:
Aqueça uma churrasqueira em fogo médio, coloque a serragem em uma forma de metal sobre o carvão quente na churrasqueira.
Coloque as castanhas em assadeira e mexa bem, ponha sobre a grelha, tampe e defume por 30 min. Retire, acrescente sal e mexa bem. Sirva quente, mornas ou frias.

Post Relacionado
Dicas

Churrascos As Carnes


CARNE DE BOI:
Suculentas e saborosas

Não à toa, quem entende de churrasco quase sempre opta por picanha, fraldinha, baby beef e chorizo. Segundo Gleider Nascimento da Silva, o Nino, chef de uma das unidades da rede Barbacoa, os quatro cortes são bem irrigados e, por isso, suculentos e saborosos. Dispensam qualquer tempero. “Basta sal grosso, e só na hora de ir ao fogo.” A seguir, mais dicas do especialista.
PICANHA É a campeã dos churrascos do brasileiro. Para acertar na compra, Nino diz para olhar a gordura, que precisa ter aparência esponjosa e macia. Uma dica é fazer cortes contra as fibras antes de levá-la ao fogo. Outra é assá-la primeiro coma parte da gordura para baixo.
FRALDINHA Antes de colocar o sal grosso, pressione a peça no comprimento e faça um corte ao meio, de ponta a ponta, na superfície. “O cozimento será mais uniforme”, diz Nino.
BABY BEEF O miolo da alcatra deve ser cortado em bifes como se fatia lagarto, contra as fibras.
CHORIZO Esse é o pedaço preferido de Nino. “É uma carne de poucos segredos”, afirma ele. Só corte bifes de cerca de 2 centímetros de espessura e leve-os à grelha com sal grosso. (casa e jardim)

Maminha: Também conhecida como ponta de alcatra. Pode ser servida meio mal passada.
Filé Mignon: O mais nobre dos cortes, caracteriza-se pela maciez e sabor adocicado. Não é muito indicado para churrasco, mas pode ser preparado na grelha (inteiro ou em pedaços grandes).
Costela: Em duas versões, minga e ripa. A minga sai da parte de baixo da caixa torácica, formada por ossos mais finos e cartilagens, é mais entremeada de gorduras e carnes. A ripa é da parte de cima do boi, junto ao dorso. Tem ossos maiores, mais largos e a carne mais seca. Ambas devem ir à brasa, inicialmente, com o lado do osso virado para baixo.
Cupim: É a corcova do boi. A carne é exageradamente entremeada de gordura, por isso, é bom fervê-la no leite ou água, em panela de pressão; e quando for ao fogo, envolva em papel-alumínio para que amacie. Retire o papel somente para dourá-la.

Como cortar:
A carne no espeto obriga o churrasqueiro a cortá-la no sentido do espeto, o que muitas vezes não coincide com a técnica correta de corte.
Corte no sentido contrário às fibras. Basta manter a lâmina da faca em um ângulo de 90 graus (sentido transversal) com as fibras da carne.
As fibras da picanha “correm” na diagonal , portanto o corte deve ser sempre perpendicular a elas, ou seja, na diagonal oposta, para assegurar a maciez e textura desejada. A parte mais macia e saborosa da picanha é a pontinha, pois a face oposta da peça é aquela que se confunde com o início do coxão duro e não é tão macio.

LEITÃO: ótimo para churrasco, sirva bem passado. Separe em peças para que as diversas espessuras possam ser assadas em tempos diferentes.
Paleta: mais dura, mas saborosa; usada para assados e churrascos.
Lombo: Carne nobre e saborosa. Retire o excesso de gordura antes de levá-lo ao fogo. Deve ser servido bem passado, mas não ressecado.
Para cobrí-lo com queijo, depois de assado, aproxime-o das brasas até estalar, retire, pincele com azeite, polvilhe o queijo e retorne ao fogo até dourar.
Pernil: Excelente para assados. Asse inteiro ou cortado em grossas rodelas. Coloque em marinada e leve ao fogo envolto em papel-alumínio para que asse por dentro. Retire o papel para dourar.
Costelinhas: Geralmente tem muita gordura e pouca carne, o que representa baixo rendimento.
Prepará-la apenas com sal grosso é bom, mas vai uma dica para quem quiser ousar. Faça um molho com uma garrafa de vinho branco seco, uma garrafa de água, três colheres de sopa de mel, sal e pimenta-do-reino. Misture bem e deixe marinar por uma hora. Asse-as, regando com o mesmo molho.
JAVALI: a carne do javali é composta de 70 % de fibras vermelhas e 30 % de fibras brancas enquanto o porco tem 20% de fibras vermelhas e 80 % de fibras brancas. A cor vermelha do javali é muito mais intensa que a do porco, além de ser mais consistente em sua textura e encolhe menos ao ser cozida. Esta diversidade afeta não somente a cor e a textura entre as duas carnes; o autêntico javali, possui um sabor característico de carne de caça. O corte é semelhante ao do porco doméstico: Carrè (da cabeça ao quadril), pernil, costela e paleta. O lombo e o filé mignon são peças nobres de carne desossadas tiradas da parte superior e inferior (do carrè). As marinadas tornam a carne mais macia e enriquecem o sabor. Podem ser cozidos na caçarola, forno ou sobre brasas lentamente.
BÚFALO: Carne semelhante à bovina, mas com menos gordura, 40% menos colesterol e menos calorias.
CORDEIRO: (média cinco ou seis meses, castrado) Costela, carrè, paleta e pernil são os cortes preferidos. Costuma ser mantido em vinha d’alho, antes de assar. Deve ser assado lentamente.
CABRITO: Pode ser preparada com a mesma técnica do cordeiro, mas é bem mais magra do que ela.

AVES:
PATO: Deve ser marinado, envolto em papel-alumínio e assado lentamente, somente retire o papel para dourar.
CODORNA: Preparo semelhante ao do frango.
FRANGO:
A maneira clássica de cortar frango consiste em dividir a ave segundo sua própria anatomia, separando-a pelas juntas. Não é preciso força, mas é imprescindível ter à mão duas facas bem afiadas (uma grande, outra menor), uma tesoura e uma tábua de madeira.
Antes de cortar, procure sentir o ponto de junção dos ossos, onde será dado o talho. As facas devem ser manejadas com firmeza, por meio de um só corte incisivo. Não esqueça de que existem diferenças na textura da carne; se o corte não for feito corretamente, corre-se o risco de dividir a ave em partes mal acabadas que se desfazem nas bordas.
Os tipos mais comuns de frango são:
Frango de leite ou galeto: ave de até 3 meses, com aproximadamente 600g. Tem a carne macia, pouca gordura e sabor suave. Geralmente é grelhado, assado ou frito. É conhecido na região italiana como “al primo canto”. Pode ser marinado.
Frango comum: Entre 3 e 7 meses, chega a pesar mais de 1 kg. Seu sabor é mais acentuado e possui mais teor de gordura.
Frango capão: é o frango castrado, para que engorde mais. Tem a carne muito saborosa e gordurosa.
Os frangos podem ser preparados na grelha em partes : coxa e sobrecoxa, asa e meio de asa, filés de peito, desossados ou inteiros.

PESCADOS: Quando comprar postas ou filés de peixe, observe se a carne está brilhante e firme, evite carnes moles, de coloração opaca ou que soltem água ao serem tocadas.
Sugestões: Namorados, atum, salmão, bacalhau, pintados entre outros, em postas ou filés. Trutas, sardinhas, pescadas, lulas abertas, camarões, mariscos e ostras, no espeto ou inteiros na grelha.

LINGUIÇAS: Feitas a partir do lombo, pernil e até da cabeça do porco ou de outras carnes, aves e pescados, são apreciadíssimas em churrascos. Utilize-as de formas variadas: simplesmente grelhadas, em hambúrgueres, espetinhos combinados de outras carnes, legumes ou frutas (receitas no livro ”Lingüiça, Café e Cachaça”, de minha autoria).
DICAS:

  • Acenda o fogo uma hora antes do horário de início e só coloque a carne quando o carvão estiver em brasa.
  • Pingos de gordura podem gerar labaredas, portanto, não deixe a carne sozinha.
  • Não deixe os alimentos ao sol, podem deteriorar.
  • Caso não tenha grelha, aqueça bem o espeto antes de furar a carne, assim ela se tostará ao seu calor onde for penetrada, impedindo que os sucos se percam. Quando estiver pronta, retire do espeto e coloque sobre uma tábua de madeira.
  • Antes de assar, dê uma leve tostada na superfície para preservar o suco e a maciez. Depois, coloque-a no lado menos quente ou eleve a grelha.
  • Evite carnes congeladas.
  • Não mexa com carnes cozidas e cruas ao mesmo tempo, aumenta as chances das bactérias da carne crua passarem para a carne cozida ou outros alimentos; portanto, lave bem as mãos após trabalhar com carnes cruas. Coloque as carnes cozidas em travessas limpas e secas.
  • Todas as carnes marinadas devem permanecer sob refrigeração até o preparo.
  • Pincele com óleo as chapas e grelhas que serão utilizadas, para não “grudar” os alimentos.
  • Deixe os espetos de bambu ou madeira de molho em água antes de usá-los para evitar que queimem durante o churrasco. Antes de colocar os ingredientes, unte-os levemente para facilitar a remoção.
Post Relacionado
CHURRASCOS – Defumados COM A TAMPA
22/01/2020
Churrascos: Castanhas Diversas Defumadas
22/01/2020
Esteva Douro 2010 Casa Ferreirinha Portugal Região: Douro
20/12/2019
Acompanhamentos

Vegetais Variados na Grelha

Vegetais Variados na Grelha
(6 porções)
Ingredientes:

1 berinjela cortada em fatias de 1 cm.
Sal
1/3 de xícara de azeite
6 tomates pequenos cortados ao meio
6 cebolinhas com as pontas aparadas
1 pimentão amarelo sem sementes e cortado em quatro
1 pimentão vermelho sem sementes e cortado em quatro
2 abobrinhas cortadas horizontalmente em fatias de 5 mm.
1 colher de sopa de vinagre de estragão
1 colher de sopa de mel
125 gr. de cogumelos grandes
1 colher de chá de óleo de gergelim
1 pão tipo baguete ou bengala cortado em fatias de 1 cm.
1 dente de alho cortado ao meio
Preparo:
Aqueça a churrasqueira em ponto médio. Coloque a berinjela em uma peneira, salpique o sal e deixe escorrer por 30 min. Lave em água fria corrente e seque com papel absorvente. Pincele-as com azeite.
Coloque os seguintes ingredientes em tigelas separadas:
Tomates, cebolinhas, vinagre de estragão e uma colher de sopa de azeite, em uma;
Pimentão amarelo, pimentão vermelho, abobrinha, vinagre balsâmico e mel , em outra;
Cogumelos e óleo de gergelim na terceira.
Mexa até misturar. Esfregue o alho no pão cortado e pincele azeite.
Coloque os ingredientes sobre a grelha levemente untada e asse, virando de vez em quando, por 5 a 10 min.
Sirva acompanhado por Tahine, Pesto ou Molho adocicado de pimenta. Para uma apresentação deliciosa e simples, borrife vinagre balsâmico e ervas frescas picadas.
Sobremesas:
As sobremesas devem ser leves e fáceis de preparar. Sirva frutas, saladas de frutas, sorvetes com frutas, gelatinas ou mousses.

Post Relacionado
Doces e Sobremesas

Raspadinha de Melancia:

Raspadinha de Melancia:
(6 porções)
Ingredientes:

½ xícara de açúcar
2/3 de xícara de água
750 gr. de melancia sem sementes e sem casca, picada
1 colher de sopa de suco de limão
Preparo:
Coloque o açúcar e a água em uma panela pequena em fogo baixo até que o açúcar dissolva. Ferva por mais 4 min., retire e reserve até esfriar.
Coloque a melancia em um processador de alimentos ou liquidificador, até obter uma pasta lisa.
Acrescente ao purê de melancia, o suco de limão e a calda de açúcar. Despeje em um recipiente que possa ser levado ao congelador e após uma hora, retire, mexa com um garfo para quebrar os cristais de gelo e volte ao congelador por mais 2 hs. Para servir, mexa novamente com um garfo e sirva em taças individuais. Para um toque especial, coloque uma colherada de licor de morango ou framboesa sobre a raspadinha.

Post Relacionado
CHURRASCOS
22/01/2020
Churrascos : Namorado e camarões Defumados
22/01/2020
Vegetais Variados na Grelha
22/01/2020
inspirações

Preparativos para as festas de Final de Ano

Preparativos para as festas de Final de Ano
Quando as festas de final de ano se aproximam e começam os preparativos para as celebrações, as pessoas procuram por pratos especiais que evoquem a infância, as origens e até mesmo seu lado místico. Especialmente nessa época, o esmero na apresentação dos pratos é muito importante. Uma mesa bem posta demonstra carinho e atenção com os convidados.
Dicas e Sugestões:

  • O convite para participar da noite de Natal ou Reveillon, pode ser feito por telefone e antecipadamente. Aos solteiros, é simpático abrir a possibilidade de levarem uma companhia, que deve ser confirmada.
  • Presentes, vão para debaixo da árvore para serem abertos tosos juntos. É de bom tom, levar uma lembrancinha para os anfitriões e as crianças.
  • Planeje com antecedência todo o cardápio.
  • O jantar americano é adequado para essas datas, mas não deixe de reservar um cantinho para os mais idosos sentarem-se à mesa.
  • Para facilitar o serviço, siga a ordem de uso: talheres, pratos e por fim os guardanapos.
  • Separe os pratos salgados das sobremesas, assim, evitam-se atropelos.
  • Prepare um cantinho separado para os copos, baldes de gelo e bebidas.
  • As bebidas devem estar geladas, coloque-as com antecedência no refrigerador.
  • No Natal, para arranjos em tons de vermelho, escolha rosas, bicos de papagaio e frutas como as cerejas, lichias, ameixas e morangos; a harmonização de cores entre frutas e flores é fundamental.
  • Decore a mesa com emoção, pois, o correto e o formal, nem sempre transmitem a alegria e a mensagem que se quer dar à ocasião.
Post Relacionado
Churrascos : Namorado e camarões Defumados
22/01/2020
NATAL
21/12/2019
Bolo Bola de Natal
05/12/2019
Pães , Tortas e bolos

Bolo Bola de Natal

Bolo Bola de Natal
Ingredientes:

30g de gengibre em pó
500g de melado
125g de manteiga sem sal
60g de açúcar mascavo
30g de casca de laranja cristalizada
2 ovos batidos
500g de farinha de trigo
1 colher de café de bicarbonato
200 ml de leite
Forma de meia-bola ou da embalagem do queijo bola
Para o Marzipã:
1 clara
250g de amêndoas sem pele
250g de glaçúcar
5 gotas de essência de amêndoas
Anilinas comestíveis coloridas
Preparo:
Bolo

Coloque o melado, a manteiga e o açúcar numa panela e leve ao fogo baixo até dissolverem por completo. À parte misture os ovos com a laranja. Coloque a farinha, o gengibre e o bicarbonato numa vasilha e acrescente aos poucos a mistura de ovos alternando com a de melado; por último junte o leite para obter uma massa líquida. Despeje a massa nas duas formas untadas e asse em forno pré-aquecido a 180° por 45 min. Desenforme e deixe esfriar sobre uma grelha.
Marzipã
Bata no liquidificador as amêndoas com o glaçúcar, a clara e a essência de amêndoas; caso fique muito consistente, acrescente outra clara. Divida a massa em 3 partes, tinja com anilina verde, a outra parte com vermelha e deixe a terceira natural. Abra a massa branca sobre um mármore polvilhado, corte um círculo e deixe as pontas sinuosas. Coloque sobre o bolo; abra a massa verde e faça folhinhas e com a vermelha, as bolinhas; aplique.

Post Relacionado
Pães , Tortas e bolos

Bolo Bola de Neve

Bolo Bola de Neve
Massa:

250g de mel líquido aquecido em banho-maria
3 ovos grandes ou 4 médios
175g de farinha de trigo
1 colher de café de fermento em pó
Formas de ½ bola
Glacê
1 clara
Açúcar de confeiteiro
Gotas de limão
Preparo:
Massa

Bata o mel ainda quente até ficar espumoso e vá juntando os ovos, a farinha e o fermento. Asse em forno preaquecido a 190° por 20 min. Desenforme e conserve em lata hermeticamente fechada por alguns dias antes de servir.
Glacê
Prepare batendo as claras em neve e acrescente o açúcar aos poucos até o ponto de suspiro mole, junte o limão ao bater. Cubra o bolo e com o auxílio de uma colher, levante picos do glacê.

Post Relacionado
Pães , Tortas e bolos

Bolo Árvore de Natal

Bolo Árvore de Natal
Ingredientes:
Massa
8 ovos
250g de açúcar
150g de nozes moídas
4 colheres de sopa de farinha de rosca
2 colheres de sopa de fermento em pó
200g de tâmaras moídas
Forma n°3 retangular
Recheio
250g de ameixas pretas sem caroço
2 xícaras de chá de água
1 xícara de chá de açúcar
1 colher de sopa de amido de milho
1 cálice de vinho do porto
Cobertura
1 copo de açúcar
½ copo de água
1 pacote de gelatina incolor
Glaçúcar
Anilinas vermelha, marrom e verde
Confeitos prata
Preparo:
massa
Prepare duas receitas de massa e asse em dois tabuleiros
Bata as gemas com o açúcar até formar um creme esbranquiçado; junte as tâmaras, as nozes e a farinha já misturada ao fermento batendo bem até obter uma massa homogênea. Bata as claras em neve e junte à mistura anterior delicadamente. Leve para assar.
Recheio
Ferva a ameixas com água, passe por uma peneira e junte os ingredientes restantes; leve ao fogo mexendo de vez em quando até obter uma pasta. Corte os bolos ao meio e recheie com o creme de ameixas. Modele o bolo em triângulo com uma árvore de Natal.
Cobertura
Leve ao fogo o açúcar e a água até obter uma calda em ponto de fio. Dissolva a gelatina num pouco de água morna, misture bem e acrescente o glaçúcar até obter uma massa que possa ser aberta com rolo. Separe um pouquinho e tinja de vermelho, tinja o restante de verde. Cubra o bolo com o glacê real e cole as folhas verdes modeladas, deixando espaço para o tronco. Modele a estrela na massa vermelha e coloque na ponta da árvore. Faça o tronco com glacê real marrom e bico pitanga 15; faça a neve com glacê branco e bico perlê 5, completando com confeitos prata (opcional)

Post Relacionado