Minha História

Formada em Artes, Teologia e Gastronomia, tudo junto e misturado só podia resultar em: - Receber com arte - Reunir para agregar e estreitar laços de afeto - Cozinhar com gosto, sabor e cor Autora do livro “Linguiça, Café e Cachaça – O Gostinho do Interior”. Premiada pela revista Gula. Escreveu para revistas e jornais regionais, participou de programas da TV local, além de colaborar com blogs e clube do vinho. Trabalha como personal chef e oferece cursos a grupos intitulados “Receber+”, onde dá dicas de pratos, etiqueta e serviços de mesa.
Gostinho do Interior
Curiosidades

Sobre a Gastronomia Árabe


Os primeiros traços culturais árabes no Brasil chegaram com os portugueses, resultado da influência que absorveram em quase oito séculos de dominação árabe na Península Ibérica.
Na cultura árabe, a comida tem uma grande representatividade para a comunicação, e as refeições são o centro dos encontros familiares e círculos sociais. A variedade, da culinária árabe é enorme, e não existe somente a de um país especifico, que denominamos de “cozinha árabe”, pois há influência de vários países árabes.
Se voltarmos no tempo e olharmos na história da culinária árabe, descobrimos, por exemplo, o por que dos povos dessa região têm a carne a base da sua alimentação, enquanto outros alimentos são menos consumidos, como as frutas frescas, hortaliças, peixes ou frutos do mar. Encontraremos, também na história da culinária árabe, o leite de cabra e de camelo e o gosto pelas especiarias. A introdução das especiarias na cozinha árabe é o resultado direto do comércio, que eles faziam no Mediterrâneo e da intensa atividade comercial da época.
A importância dos grãos na culinária da região é enorme. Muitos pratos árabes, alguns deles muitos conhecidos por nós brasileiros, são à base deles, como o falafel e o homus, feitos com a pasta de grão-de-bico. Já, os doces árabes, elaboradíssimos, são feitos geralmente de nozes, amêndoas, frutas secas e mel, e aromatizados com deliciosas essências, como a de rosas e a de flor de laranja.
Chá e café são importantes no mundo árabe. O chá desempenha um papel importante na sociedade, pois pode ser servido quando um anfitrião deseja mostrar hospitalidade a um convidado, ou como parte integrante das reuniões de negócios.
Muitas das palavras que utilizamos na língua portuguesa, têm origem no árabe, incluindo alguns relacionados à alimentação: açúcar (as-sukar, areia branca), alface (al-khaç – veio a substituir o latim lactuca, leitosa, leituça, leituga), azeite (az-zayt, substitui óleo, óleo de oliva), açafrão (az-zafaran, amarelo), açougue (as-suk), laranja (naranj deriva do Persa naräng), salada (salata).
Pimenta, noz-moscada, cravo e canela que ressaltam o sabor na culinária brasileira, mas o uso dessas especiarias, assim como do azeite no lugar da banha de porco e até o sagrado cafezinho são marcas da cultura árabe, uma influência que vai muito além das esfihas e quibes, totalmente incorporadas em nossa mesa.

Post Relacionado
Nhoque de Abóbora
29/04/2021
Nhoque de Aipim
29/04/2021
Nhoque de Banana da Terra
29/04/2021
Entradas

Coalhada seca


Ingredientes:
2 litros de leite de garrafa;
1 iogurte natural;
Tempero: sal, pimenta do reino 3 cores moída na hora, azeite e zatar (tempero sírio);
Tempero Sírio:
1 colher (sopa) de pimenta-do-reino moída na hora
1 colher (sopa) de pimenta-da-jamaica moída na hora
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (sopa) de cravo em pó
1 colher (sopa) de noz-moscada ralada na hora
Preparo:
Ferva o leite, desligue, quando amornar junte o iogurte, tampe e deixe pousar uma noite fora da geladeira;
Prepare um escorredor com um recipiente, acomode um pano limpo e seco;
Coloque a coalhada sobre o pano, torça bem e deixe descansar por 12 horas, vai sair bastante soro e diminuir pela metade.

Post Relacionado
Entradas

Babaganoush


Ingredientes:
2 berinjelas
1 dente de alho picado
caldo de 1 limão
3 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
Azeite a gosto
Sal a gosto
Preparo:
Lave e seque bem as berinjelas.
Acenda a chama de uma das bocas do fogão, segure a berinjela com uma pinça e aproxime a berinjela do fogo. À medida que a casca for queimando, vá virando a berinjela para que ela queime por igual – isso deixa a berinjela com um gostinho de defumada, o que é essencial para a receita. Transfira para um prato e repita com a outra berinjela.
Assim que amornarem, corte cada berinjela ao meio, no sentido do comprimento, e retire toda a polpa com uma colher. Descarte a casca e transfira a polpa para uma peneira. Deixe escorrer o excesso de líquido por alguns minutos.
No processador (ou liquidificador) junte o tahine, o caldo de limão, o alho e a polpa de berinjela e bata bem até formar uma pasta. Tempere com sal e azeite, e sirva a seguir.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Homus
10/05/2021
Entradas

Homus


Ingredientes:
1 pacotinho (Vapza) ou lata de grão-de-bico cozido
3 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
1 dente de alho descascado
Caldo de ½ limão
Água filtrada para dar ponto
Sal a gosto
Preparo:
Passe o grão-de-bico por uma peneira e deixe escorrer bem a água.
Transfira para uma tigela, junte o alho, o caldo de limão e o tahine.
Bata com um mixer ou processador até ficar liso – adicione água aos poucos e vá batendo para ficar na consistência desejada (mais rústica ou mais lisa e cremosa). Tempere com sal a gosto, misture bem e sirva a seguir ou leve à geladeira.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021
Carnes

Kafta


Ingredientes:
500 g de patinho moído
½ cebola picada fino
2 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de coentro picado
1 colher (sopa) de hortelã picada
1 colher (chá) de cominho
2 colheres (chá) de páprica
½ colher (chá) de pimenta síria
½ colher (chá) de canela em pó
Raspas de 1 limão
½ colher (chá) de sal
Azeite a gosto
Preparo:
Separe espetos para montar as kaftas.
Coloque-os numa assadeira e cubra com água. Deixe de molho enquanto prepara a carne – isso evita que eles queimem na hora de grelhar.
Numa tigela grande, junte a carne moída, a cebola e as ervas picadas. Tempere com o sal, o cominho em pó, a páprica doce, a pimenta síria, a canela, as raspas de limão e misture bem com as mãos.
Retire os espetos da água. Com as mãos úmidas, modele as porções de carne ao redor de cada espeto – aperte delicadamente para as kaftas ficarem presas no palito.
Leve uma chapa (ou frigideira antiaderente grande) ao fogo médio. Quando aquecer, pincele azeite nas kaftas e disponha os espetinhos na chapa, um ao lado do outro. Deixe dourar por cerca de 3 minutos, vire e deixe dourar por mais 2 minutos.

Molho de Hortelã
Ingredientes:

1 pote de iogurte natural sem açúcar (170 g)
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de hortelã picada
Sal a gosto
Preparo:
Numa tigela pequena, misture o iogurte com o azeite, a hortelã picada e o sal. Reserve na geladeira até a hora de servir.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021
Post Relacionado
Flan de Coco
29/01/2021
Sorvete de Queijo com Calda de Goiabada
26/10/2020
Coquetel com pétalas de rosa
27/09/2020
Sopas

Sopa de Ervilha


Ingredientes:
200 gramas de bacon
1 cebola grande
500 gramas de ervilha
1 litro de água
sal e pimenta à gosto
15 unidades de mini mussarelas de búfala
Preparo:
Corte o bacon em cubos e jogue na panela quente para fritar. Frite até que ele fique bem crocante.
Corte a cebola em cubos médios. Volte a gordura do bacon para a panela e junte a cebola até dourar. Quando estiver dourada, acrescente a ervilha congelada ou fresca e cubra com a água.
Deixe cozinhar em fogo médio por aproximadamente 15 minutos com a panela tampada.
Depois que as ervilhas estiverem cozidas, retire a panela do fogo e processe com a ajuda de um mixer ou processador. Quando a sopa estiver bem cremosa, tempere com sal e pimenta e acrescente a mussarela de búfala cortada em pedaços pequenos. Sirva com um pouquinho de azeite por cima e os crocantes de bacon.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021
Sopas

Sopa de Mandioquinha


Ingredientes:
500 gramas de mandioquinha descascada
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 unidade de alho-poró
1 unidade de cebola
1 vidro de leite de coco
2 litros de caldo de legumes
Preparo:
Aqueça o azeite em uma panela média e refogue o alho-poró e a cebola.
Acrescente as mandioquinhas cortadas em rodelas, o caldo de legumes, o leite de coco, o sal, a noz-moscada e a pimenta-do-reino. Cozinhe até que as mandioquinhas estejam moles.
Bata tudo no liquidificador e volte o creme para a panela, para aquecer antes de servir.
Sirva em porções individuais com um fio de azeite e cebolinhas verdes picadinhas por cima.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021
Sopas

Creme de Brócolis com Crispy de Parma


Ingredientes
1 maço de brócolis
8 ou 9 batatas grandes
1 cebola média picada
3 dentes de alho amassados
1 copo de requeijão cremoso ou catupiry
Presunto parma à gosto
Preparo:
Forre um prato com papel toalha, disponha as fatias de presunto por cima e cubra com ou mais papel toalha. Leve ao micro-ondas por 2 minutos, sempre olhando para não secar demais ou queimar.
Cozinhe as batatas descascadas e picadas em um caldo de legumes. Caldo suficiente para cobrir as batatas.
Em outra panela refogue os brócolis com a cebola e o alho até ficar macio. Tempere com sal e pimenta moída na hora.

Quando as batatas estiverem cozidas, acrescente o brócolis refogado e bata no liquidificador ou com o mixer, até ficar homogêneo. Finalize com o requeijão ou catupiry. Acerte o sal e sirva com o crispy de parma.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021
Sopas

Sopa de Milho verde


Ingredientes:
4 xícaras de caldo de carne
8 espigas de milho verde
¼ xícara de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de parmesão ralado
sal e pimenta-do-reino
Preparo:
Rale as espigas de milho verde em uma tigela. Coloque o caldo de carne para ferver e adicione o milho ralado. Ferva para que a sopa engrosse. Cerca de 15 minutos e, em fogo baixo. Retire do fogo e passe a sopa por uma peneira fina. Coloque novamente na panela e acrescente o creme de leite. Ferva por mais 1 minuto. Acerte o ponto de sal e tempere com um pouco de pimenta-do-reino. Sirva salpicando com o parmesão.

Post Relacionado
Sobre a Gastronomia Árabe
10/05/2021
Coalhada seca
10/05/2021
Babaganoush
10/05/2021