Tag

gostinho do interior

Curiosidades

Gazpacho


é uma sopa fria espanhola originária do Sul da região da Andaluzia que se tornou mundialmente famosa. Com muitas variações, o gazpacho, por si só, é quase uma refeição completa.
Na Andaluzia, existem vários tipos de gazpacho e muitos não incluem tomate como ingrediente. As guarnições são servidas separadamente, em tigelas e podem ser adicionadas a gosto.
Puro símbolo da cultura mediterrânea, toda a história começa com as legiões romanas que levavam pão, alho, sal, azeite e vinagre ao longo das estradas do Império. Cada soldado fazia sua própria mistura de sabor. Tradição conservada por Cristóvão Colombo que, antes de sair em sua primeira viagem, carregava barris desta velha mistura. Com a adição do tomate dos Andes, que mais tarde irá ser chamado gazpacho, ganharia uma reputação internacional. Conta-se que na década de sessenta, em algum lugar ao sul de Sevilha, no início do verão, as colheitadeiras que trabalhavam desde a alvorada, em seu breve período de almoço e na sombra de uma árvore, batiam o alho num almofariz de faiança, adicionando migalhas do obsoleto pão que elas embebiam em água e, em seguida acrescentavam azeite e sal, formando assim uma mistura muito nutritiva. Juntavam também alguns tomates maduros, espremendo-os com o restante da argamassa, agitando bem e, em seguida, acrescentavam vinagre. Mantinham a água fria através de um jarro chamado bucaro, que só então era derramada à mistura. O Gazpacho estava pronto. Ao ouvir as batidas no almofariz, já crescia o apetite dos homens também. Cada um tinha a sua própria colher. Reunidos em torno da tigela grande, eles seguiam um antigo ritual em que abordavam o recipiente, um após o outro e, em seguida davam um “passo atrás” no momento de comer.
Que tipo de alimento poderia ser mais saudável, devido ao elevado valor energético dos componentes além de muito refrescante e fácil de absorver, em condições extremas de temperatura? Tal bom senso não está incluído em qualquer outro prato. Este é o resultado de muitos séculos de cultura culinária.
No entanto, para toda a fama de gazpacho vermelho, não devemos esquecer que existem outras variações. Lembrando que a base é sempre pão, alho, azeite, vinagre e sal, podemos classificá-los primariamente por cor; vermelho, branco e verde. Red gazpacho, o que é simplesmente chamado gazpacho, é basicamente frio e acrescenta tomate para a base. Em Córdoba é acompanhado por ovos cozidos picados e tiras de presunto. No resto da província, pode ser guarnecido com amêndoas, cominho esmagado com hortelã e laranja. A mistura original é complementada com grandes quantidades de tomate e menores proporções de pepino e pimentão. É servido guarnecido com pimentão, ovos cozidos, cubos de pão torrado (croutons), cebola, tomate e pepino cortados em pequenos cubos.
White gazpacho é típico do sul e leste da Andaluzia. Este é o famoso Malaga ajo blanco que, segundo algumas pessoas, remonta ao tempo dos Mouros e que, de acordo com outros trata-se de um prato camponês adaptado para gostos cidade no século XIX. É constituído por pounding descascados amêndoas com sal antes de cozinhar esmagando os elementos básicos para a mistura e, em seguida, acrescentar água para obter a lisura de uma sopa. No início do verão, o forte aroma de alho é temperado com cubos ou pequenas bolas de melão ou maçã e, em setembro, com uvas.
Por último, mas pelo menos sabemos não significa menos atraente é o gazpacho verde da região Huelva e da Serra Morena onde aroma é dada por ervas e vegetais. No primeiro grupo, coentro, salsa e hortelã e basilico pode ser combinada ou isolada, enquanto alface, pimentão e endiveas trazem frescura e textura.
Estas inúmeras variações regionais resultam da extrema simplicidade de um prato que, não obstante, tem um segredo; sutileza das proporções. Quantidades indicadas em uma receita não podem ter em conta a maturação dos tomates, o reforço específico do alho e muito menos os gostos pessoais dos clientes.
Outra maneira de servir deliciosa seria com pescado frito (peixe frito).
O Gazpacho deve ser bebido ligeiramente refrigerado, mas não gelado. Além de nutritivo, seu objetivo consiste também em matar a sede; portanto, não há necessidade de completá-lo com uma bebida; a não ser pelo uso excessivo de sal ou vinagre. Uma excelente opção é saboreá-lo com um bom xerez seco e bom apetite!

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Sopa Fria de Abacate com Pepino
06/10/2020
Sopas

Gazpacho


Ingredientes:
1 pão francês amanhecido sem casca
1 k de tomates maduros picados sem pele e sem sementes (ou 2 garrafas de suco de tomate mais, 1 lata de polpas de tomate)
1 dente de alho sem o germe
1 pepino em cubos
1 colher de sopa de pimentão vermelho picado
3 colheres de sopa de vinagre de xerez, de vinho tinto ou aceto balsâmico
6 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de sal
2 xícaras de chá de água filtrada gelada
Pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Guarnição: (a escolher)
1 pepino japonês em cubinhos
1x de salsinha ou hortelã
½ pimentão verde em cubinhos
½ pimentão vermelho em cubinhos
½ pimentão vermelho em cubinhos
1 xícara de azeitonas pretas picadas
2 Ovos cozidos passados na peneira
Croutons (cubinhos de pão torrados)
Presunto espanhol
Preparo:
Coloque o pão numa tigela e mergulhe na água filtrada por 2 minutos. Em seguida esprema o pão com a mão para retirar o excesso de água e coloque no liquidificador.
Junte todos os ingredientes, acrescente o pimentão picado e bata por 2 minutos. (Passe por uma peneira – opcional) e tempere com a pimenta. Leve à geladeira por 3 horas no mínimo e sirva com as guarnições oferecidas em potinhos separadamente. Neste caso, cada pessoa acrescenta os complementos que desejar.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Sopa Fria de Abacate com Pepino
06/10/2020
Sopas

Ajoblanco


é uma das sopas frias tradicionais da cozinha andaluza. É composto de pão, amêndoas moídas, alho, água, sal e azeite. Muitas vezes é acompanhado de pedaços de melão ou uvas, no entanto, cada um pode escolher com o que complementá-lo.
Ingredientes
1 xícara de amêndoas descascadas (200 g)
Pão duro sem crosta (100 g)
4 dentes de alho picados
4 xícaras de água (1 litro)
1 copo de azeite de oliva (200 ml)
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico (40 ml)
Sal a gosto
Preparo
Primeiramente, coloque o pão em água fria e deixe-o de molho por 10 minutos. Em seguida, escorra e reserve.
Espalhe as amêndoas em uma panela e toste-as por alguns minutos até que fiquem mais ou menos douradas. Separe cerca de 20 gramas para enfeitar.
Coloque o pão escorrido e as amêndoas torradas no copo liquidificador.
Adicione um pouco de água e bata por alguns minutos até que tudo esteja bem moído.
Em seguida, acrescente lentamente mais água e, depois, o alho, o azeite e o vinagre.
Bata bem até obter a textura desejada.
Por fim, deixe a sopa esfriar por cerca de duas horas na geladeira e sirva em pratos fundos, adornados com as amêndoas que você reservou.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Gazpacho
06/10/2020
Sopa Fria de Abacate com Pepino
06/10/2020
Sopas

Sopa de morangos


Ingredientes:
1 caixinha de morango
1 caixinha de frutas vermelhas variadas congeladas
100 g de açúcar
1 xícara de vinho branco doce
1 xícara de água filtrada
5 folhas de hortelã
Preparo:
Numa panela pequena, coloque a água, o vinho, o açúcar e a hortelã. Deixe reduzir para 150 ml. Limpe os morangos, lave, reserve alguns morangos e algumas frutas vermelhas para decorar e coloque o restante no liquidificador. Adicione a calda preparada e bata bem. Em seguida, leve à geladeira. No momento de servir, distribua a sopa fria em pratos fundos, decore com hortelã e algumas frutas inteiras. Sugestão: coloque no centro de cada prato uma bola de sorvete de creme.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Sopa de Cenoura com Curry
06/10/2020
Sopa de Beterraba
06/10/2020
Sopas

Sopa de melancia


Ingredientes:
1/2 melancia pequena picada
1 maçã média sem casca e picada
4 colheres (sopa) de açúcar
1 xícara (chá) de iogurte
Preparo:
Reserve alguns pedaços de melancia para decorar e bata o restante no liquidificador com a maçã (use as frutas geladas) e o açúcar. Distribua a mistura nos pratos e regue com um pouco de iogurte. Decore com os pedaços de melancia reservados e sirva em seguida. Sugestão: decore com folhas de capim-santo.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Sopas

Sopa de Beterraba


Ingredientes:
2 colheres (sopa) de manteiga
1 talo pequeno de alho-poró picado
570 g de beterrabas raladas
1 xícara (chá) de caldo de legumes
3 colheres (sopa) de creme de leite
1 folha de louro
Sal a gosto
Preparo:
Em uma panela, coloque a manteiga, leve ao fogo e, assim que derreter, junte o alho-poró. Refogue por 2 minutos, ou até murchar. Acrescente as beterrabas, o caldo de legumes, a folha de louro e o sal. Assim que levantar fervura, cozinhe por 5 minutos, ou até o caldo se reduzir à metade. Retire, deixe esfriar um pouco, transfira para o liquidificador e bata. Coe. Retorne a sopa para a panela e, assim que levantar fervura, retire do fogo. Leve para gelar. Distribua em pratos individuais, espalhe por cima o creme de leite com o auxílio de uma colher e sirva a seguir.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Sopas

SOPAS GELADAS


Saborosas, fresquinhas e leves, as sopas frias são uma ótima opção para o verão. Bons temperos e muita originalidade causam um gosto inesperado da entrada à sobremesa!
Vichyssoise
Ingredientes:

1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola média picada
1 xícara (chá) de alho-porró picado
2 batatas doces médias em cubos médios
4 xícaras de caldo de galinha
2 xícaras (chá) de leite desnatado
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Creme de leite fresco
Cebolinha picada
Preparo:
Em uma panela, coloque a manteiga, a cebola, o alho-poró e refogue-os até ficarem levemente macios. Em seguida, junte as batatas, o caldo de galinha e o leite. Se necessário, acerte o sal. Mantenha a panela destampada no fogo até ferver. Em seguida, tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos, ou até as batatas ficarem macias. Retire do fogo e deixe amornar um pouco. Transfira para o liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea. Coloque o creme em uma tigela e, assim que esfriar, cubra com filme plástico e leve para gelar por 2 horas. A seguir, distribua nos pratos e sirva. Decore com cebolinha picada e um fio de creme de leite.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Drinks

Coquetel com pétalas de rosa


Rendimento: 4 porções
Ingredientes:

4 gotas de água de rosas
8 amoras
4 colheres (sopa) de vodca
4 colheres (sopa) de vermute seco
Suco de dois limões
1 xícara de suco de abacaxi natural
8 cubos de gelo
Gelo picado e pétalas de rosa comestíveis para decorar
Preparo:
No liquidificador, bata bem todos os ingredientes e coe. Coloque gelo picado no fundo de taças flûte e despeje por cima a mistura batida. Decore com pétalas de rosa e sirva.

Post Relacionado
Salada de Alcachofra
03/09/2020
Filé ao Molho Madeira
18/08/2020
Bife à Parmegiana
18/08/2020
Doces e Sobremesas

Doce de Violetas (Viooltje)


Ingredientes:
Mousse

500 ml de creme de leite fresco
40 gr de açúcar
16 gr de gelatina incolor sem sabor
quanto baste de essência de violeta
50 gr de iogurte natural
Pão-de-ló
6 unidade(s) de ovo
6 colher(es) (sopa) de açúcar
5 colher(es) (sopa) de farinha de trigo
1 colher(es) (chá) de fermento químico em pó
Preparo:
Mousse

Hidrate a gelatina em um pouco de água, deixe descansar e depois derreta em banho-maria. Misture o açúcar ao creme de leite e bata em ponto de chantilly.
Misture a gelatina ao chantilly.
Divida o chantilly em duas partes, em uma delas misture delicadamente o iogurte e à outra parte adicione a essência de violeta.
Pão-de-ló
Separe as claras das gemas e bata-as até ficar em ponto de suspiro.
Acrescente uma a uma as gemas, batendo sempre.
Ainda com a batedeira ligada, acrescente aos poucos o açúcar peneirado.
Peneire muito bem a farinha.
Acrescente a massa com a batedeira desligada, aos poucos, delicadamente, fazendo movimentos de baixo para cima. Asse em forno médio.
Montagem:
Em uma taça coloque primeiro a mousse de iogurte.
Coloque um pedaço de pão-de-ló para separar as duas camadas e complete com a mousse de violeta. Decore com folhas de hortelã e confeitos em formato de violeta.

Post Relacionado
Gazpacho
06/10/2020
Gazpacho
06/10/2020
Ajoblanco
06/10/2020
Arroz e Grãos

Risoto de flor de abobrinha


Rendimento: 4 porções
Ingredientes:

4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola branca picada
4 dentes de alho inteiros e sem casca
360 g de arroz arbóreo
150 g de abobrinha amarela
150 g de abobrinha
150 g de pétalas de flor de abobrinha
1 1/2 litro de caldo de vegetais
Sal e pimenta a gosto
4 colheres (sopa) de manteiga sem sal
4 colheres (sopa) de queijo grana padano
4 colheres (sopa) de suco de laranja
4 colheres (sopa) de carpano (vermute doce)
20 folhas de hortelã fritas no azeite (até ficarem crocantes)
Preparo:
Em uma frigideira, esquente o azeite, junte a cebola e os dentes de alho e doure. Acrescente o arroz e refogue bem. Junte as abobrinhas limpas e cortadas em fatias finas junto com as pétalas de flor de abobrinha, acrescente aos poucos o caldo de vegetais, mexendo sempre, e sal a gosto. Cozinhe por aproximadamente 20 minutos ou até que o arroz fique al dente. Desligue o fogo e acrescente a manteiga e o queijo. Misture, corrija o sal e a pimenta e, para finalizar, acrescente o suco de laranja e o carpano. Deixe descansar por três minutos e, antes de servir, decore com hortelã e as pétalas de flor da abobrinha por cima.

Post Relacionado
É PRIMAVERA
27/09/2020
Alcachofra Recheada
03/09/2020
Risoto de alcachofra com Presunto de Parma
03/09/2020