Category

Arroz e Grãos

Arroz e Grãos

Cuzcuz de Milho Cearense

E lá do Ceará
Cuzcuz de Milho Cearense
Ingredientes:
1 xícara de chá de açúcar
1 xicara de chá de coco fresco ralado grosso
1 pitada de sal
2 xícaras de chá de leite de coco
2 e 1/3 de xícaras de chá de floco de milho pré-cozido
PORÇÕES: Serve 8 pessoas
Preparo:

Em um recipiente, adicione o coco ralado, os flocos de milho, metade do açúcar e a pitada de sal, misture bem.
Coloque cuscuzeiro, preparado com água na parte inferior, no fogo, deixando ferver.
Enquanto isso, abra um quadrado de pano fino sobre uma superfície de trabalho e coloque a mistura de coco e flocos de milho no centro.
Dobre as pontas do pano sobre a mistura e coloque na parte superior do cuscuzeiro.
Tampe, leve ao fogo alto e cozinhe por 10 a 15 minutos ou até ficar firme.
Tire do fogo e deixe amornar com o cuscuzeiro tampado.
Durante esse tempo, misture o leite de coco com o açúcar restante.
Coloque o cuscuz num prato de servir e regue com metade da mistura de leite de coco.
Leve à mesa acompanhado da mistura restante à parte.

Post Relacionado
Mini abóboras morangas com creme de espinafre e noz moscada
20/10/2021
“Ossos” de pão
20/10/2021
Pimentões assustadores
20/10/2021
Arroz e Grãos

ARROZ COM CAPOTE

E hoje vamos falar de um prato típico do Piauí
Que delícia! A receita é tradicionalmente piauiense. O “ARROZ COM CAPOTE” é um delicioso prato típico e é super fácil de fazer!
Ingredientes:
1 capote (galinha d’angola) de 1kg
2 dentes de alho picados
1 colher (chá) de corante
1 tomate picado
1 cebola picada
1 pimentão picado
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
1/2 xícara (chá) de óleo
4 xícaras (chá) de água
3 xícaras (chá) de arroz lavado e escorrido
Preparo:
Tempere o capote com o alho, o corante, o tomate, a cebola, o pimentão, o sal e a pimenta.
Esfregue bem para o tempero penetrar na carne.
Em uma panela de pressão, aqueça o óleo e refogue o capote com os temperos por 5 minutos; acrescente a água e cozinhe na pressão por 20 minutos.
Desligue do fogo, espere a pressão sair e abra a panela.
Junte o arroz e cozinhe por mais 20 minutos em fogo baixo.
Transfira o capote para uma travessa e sirva.

Post Relacionado
Mini abóboras morangas com creme de espinafre e noz moscada
20/10/2021
“Ossos” de pão
20/10/2021
Pimentões assustadores
20/10/2021
Arroz e Grãos

O ARROZ DE CUXÁ

faz parte da memória afetiva e traduz, numa receita, as influências africana, portuguesa e francesa à mesa maranhense. O sabor especial se deve à vinagreira — erva também conhecida como azedinha ou caruru-azedo. Nas festas, costuma acompanhar peixe frito e tortas de camarão e caranguejo.
Ingredientes:
2 maços de vinagreira
1 cebola ralada
1 pimentão picado
Pimentas de cheiro a gosto
100 g de camarão seco e salgado
1/2 kg de arroz cozido
Azeite a gosto
Preparo:
Coloque a vinagreira para cozinhar. Assim que murchar, tire do fogo, escorra e “bata” as folhas com as costas da faca – use o lado oposto ao da lâmina.
Refogue todos os temperos e as pimentas em azeite. Acrescente o camarão seco e a vinagreira, mexendo sempre para que todos os elementos se incorporem bem ao refogado.
Acrescente aos poucos o arroz já cozido (ou, se preferir, cozinhe o camarão com o arroz). Mexa bem. Sirva com peixe ou camarão puxado no alho e azeite.

Post Relacionado
Mini abóboras morangas com creme de espinafre e noz moscada
20/10/2021
“Ossos” de pão
20/10/2021
Pimentões assustadores
20/10/2021
Arroz e Grãos

arroz com pequi

O arroz com pequi simboliza a história da cozinha de Goiás, por sua origem simples agregada a uma história de contribuições multiculturais associadas ao sabor, aroma e significado particular do prato típico local.
Ingredientes:
1/4 de xícara de chá de óleo ou banha de porco
1/2 litro de pequi lavado
2 dentes de alho espremidos
1 cebola grande picada
2 xícaras de chá de arroz
4 xícaras de chá de água quente
Sal a gosto
Pimenta de cheiro ou malagueta a gosto
Salsinha, cebolinha picada a gosto
Preparo:
Coloque o pequi no óleo ou gordura fria (se usar o fruto inteiro, não é preciso cortar, mas cuidado com o caroço). Acrescente o alho e a cebola e deixe refogar em fogo baixo, mexendo sempre com uma colher de pau para não grudar na panela, e respingue um pouco de água quando for necessário. Quando o pequi já estiver macio e a água secado, acrescente o arroz e deixe fritar um pouco. Junte a água e o sal. Quando o arroz estiver quase pronto, coloque a pimenta de cheiro ou malagueta a gosto. Na hora de servir, polvilhe o arroz com salsa e cebolinha e um pouco de pimenta.

Post Relacionado
Arroz e Grãos

Rubacão

E como prato típico da Paraíba: Rubacão é um tradicional prato brasileiro, comum nos estados da Paraíba e do Ceará, também chamado de arribação, arribaçã ou arrubacão — originalmente preparado com a carne do pássaro com esse no@e em extinção e, por isso, proibido de ser caçado. Assim passaram a usar o charque, a carne-de-sol ou o toucinho de porco.
O rubacão é uma variação do também tradicional Baião de Dois mas, como leva a nata, tem uma textura cremosa, mais próxima dos risotos.
Ingredientes:
1/2 xícara de feijão verde (ou de corda)
1/2 xícara de arroz (branco ou vermelho)
1 colher de sopa de manteiga de garrafa
150g. de carne de charque ou de sol cozida e dessalgada em cubos
1/2 cebola picadinha
1 dente de alho amassado
1/2 pimenta malagueta ou dedo de moça picada
2 colheres de sopa de nata fresca (ou creme de leite)
1 e 1/2 xícara de leite
150g. de queijo de coalho em cubos
1 punhado de coentro bem picadinho
Sal e pimenta do reino a gosto
Preparo:
Se usar o feijão seco, deixe de molho em água potável por pelo menos 2 horas. Escorra e enxague em água corrente.
Coloque o feijão em uma panela, cubra com água uns dois dedos acima do feijão e deixe cozinhar até começar a ficar macio. Junte o arroz, o leite e deixe cozinhar até ficar al dente (se precisar, acrescente um pouquinho mais de água).
Em uma frigideira, aqueça a manteiga de garrafa e coloque a cebola, o alho e a pimenta para refogar. Quando a cebola estiver transparente, junte a carne e vá mexendo para refogar e desfiar.
Acrescente a carne com os temperos na panela de feijão com arroz, junte a nata e mexa até ficar cremoso. Se estiver muito seco, adicione um pouco de água, apenas para que fique cremoso. Corrija o sal. Tempere com pimenta do reino, coloque o queijo coalho e o coentro. Misture tudo e, para finalizar, tampe a panela e espere uns minutos para o queijo derreter. Sirva em seguida.

Post Relacionado
Mini abóboras morangas com creme de espinafre e noz moscada
20/10/2021
“Ossos” de pão
20/10/2021
Pimentões assustadores
20/10/2021
Arroz e Grãos

Risoto ao Cardamono, Pecorino e Mel


Ingredientes:
180g de arroz italiano arbório
40g de manteiga fresca sem sal
80ml de vinho branco seco
10 sementes de cardamomo quebradas no pilão
8 cubos de queijo pecorino
3 xícaras de caldo de legumes (cebola, cenoura, salsão, alho-poró, temperado com sal)
2 colheres (sopa) de mel
3 colheres (sopa) cebola média ralada
5 folhas de ciboulette (cebolinha verde fina)
1 porção de queijo pecorino ralado
Preparo:
Ferva as sementes de cardamomo em duas xícaras (chá) de água e deixe no fogo até sobrar somente meia xícara. Reserve as sementes para decorar o prato. Numa panela pequena, leve 2/3 da manteiga para aquecer, junte a cebola e deixe amaciar sem escurecer.
Junte o arroz e refogue um pouco. Mexendo sempre, acrescente o vinho branco e deixe-o evaporar completamente. Continue mexendo e despeje o chá preparado com o cardamomo. Aos poucos, adicione o caldo de legumes. Ao final, o grão deve ficar “al dente” e o risoto bem úmido e cremoso, mas sem caldo. Junte o restante da manteiga e um pouco do queijo ralado, retire do fogo e junte algumas folhas de ciboulette picadas.
Forme um pequeno monte com o risoto no centro de cada prato, coloque quatro cubinhos de queijo mergulhados no mel e mais um pouco do risoto. Decore com sementes de cardamomo e folhas de ciboulette e polvilhe mais queijo caso queira. Sirva bem quente, assim, o mel irá escorrer e adocicar o risoto por fora.

Pecorino é um termo usado para definir queijos italianos feitos com 100% de leite de ovelha (pecora significa ovelha em italiano). Dos quatro queijos Pecorino que receberam o estatuto de Denominação de Origem Protegida (DOP) ao abrigo da legislação da União Europeia, o Pecorino Romano é um dos tipos mais antigos de queijo, bem como o mais famoso fora da Itália.
De acordo com a legislação, a produção de pecorino romano é permitida apenas nas ilhas da Sardenha, Lazio e na província toscana de Grosseto. Todas essas variedades diferem umas das outras, dependendo de quanto envelheceram.
Como o nome sugere, a história de Pecorino Romano remonta aos tempos romanos, quando fazia parte da dieta básica dos soldados em guerra. Autores romanos, incluindo Varro, Plínio, o Velho, Hipócrates e Columella mencionaram o queijo e sua técnica de produção.
Ainda hoje, o queijo é feito usando apenas métodos tradicionais nas áreas exclusivas de origem. Salgadas a seco, as rodas recebem várias vezes uma salga para proporcionar um sabor único. Seu longo tempo de envelhecimento de oito a 12 meses resulta em uma textura seca e granular e um sabor forte.
Quando jovem, o queijo tem uma textura suave e emborrachada com sabor doce e aromático. O sabor fica mais acentuado e defumado quando envelhecido por oito meses ou mais.
Pecorino Romano é uma das alternativas mais utilizadas para os queijos parmesão. Por causa da textura dura e sabor acentuado e salgado. Pecorino Romano é um excelente queijo ralado sobre massas, pães e assados, embora o uso do queijo é limitado por causa de sua salinidade extrema.
Harmonize-o com um copo de vinho tinto italiano ou uma cerveja light.

Post Relacionado
O que é CARPACCIO?
15/09/2021
Carpaccio de maçã com mel e alecrim
15/09/2021
Canja de Galinha
31/07/2021
Arroz e Grãos

Arroz Natalino


Ingredientes:
½ peito de peru assado com:
1 cebola cortada em 4 partes
1 copo de vinho branco seco
2 colheres de sopa de manteiga
Para refogar o peito de peru depois de desfiado:
1 dente de alho
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto
100 g de manteiga
5 g de farinha de trigo
1 colher de sopa de extrato de tomate
1 cubo de caldo de galinha
2 cebolas pequenas
Para finalizar:
250 g de arroz cozido
50 g de champignon
100 g de nozes picadas
100 g de castanhas picadas
4 colheres de sopa de requeijão
½ copo de creme de leite fresco
100 g de queijo parmesão ralado
Preparo:
Prepare o peito de peru de acordo com as instruções da embalagem acrescido de 1 copo de vinho branco seco, 2 colheres de sopa de manteiga e 1 cebola cortada em 4. Leve ao forno e quando estiver pronto, desfie todinho.
Numa panela, coloque a metade da manteiga e leve ao fogo. Quando estiver quente, coloque os pedaços de peito de peru, refogue rapidamente, polvilhe a farinha e junte o extrato de tomate. Despeje o caldo de galinha dissolvido em um copo de água, adicione as cebolas picadinhas e cozinhe; junte o champignon e o arroz cozido separadamente, acrescente o requeijão e o creme de leite fresco. Misture tudo muito bem. Finalize com as nozes e castanhas picadas, polvilhe o parmesão, espalhe cubinhos de manteiga e leve ao forno para gratinar.

Post Relacionado
Carpaccio de maçã com mel e alecrim
15/09/2021
Sopa Creme de Palmito
31/07/2021
Canja de Galinha
31/07/2021
Arroz e Grãos

Arroz de Natal


Ingredientes:
1/2 cebola pequena ralada
1 xícara (chá) de arroz cru
3 xícaras (chá) de água fervente
100g de castanhas picadas (nozes, amêndoas, avelã, castanha-do-pará)
100g de frutas secas picadas (damasco, tâmara)
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
Salsa e cebolinha picadas a gosto
Preparo:
Em uma panela, doure acebola com as castanhas na manteiga, com exceção das tâmaras e damascos.
Misture então as tâmaras e damascos e mexa bem.
Acrescente o arroz cozido e mexa para incorporar todos os ingredientes.
Enfeite com algumas frutas inteiras, salsa a cebolinha.

Post Relacionado
Carpaccio de maçã com mel e alecrim
15/09/2021
Sopa Creme de Palmito
31/07/2021
Canja de Galinha
31/07/2021
Arroz e Grãos

Risoto de flor de abobrinha


Rendimento: 4 porções
Ingredientes:

4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola branca picada
4 dentes de alho inteiros e sem casca
360 g de arroz arbóreo
150 g de abobrinha amarela
150 g de abobrinha
150 g de pétalas de flor de abobrinha
1 1/2 litro de caldo de vegetais
Sal e pimenta a gosto
4 colheres (sopa) de manteiga sem sal
4 colheres (sopa) de queijo grana padano
4 colheres (sopa) de suco de laranja
4 colheres (sopa) de carpano (vermute doce)
20 folhas de hortelã fritas no azeite (até ficarem crocantes)
Preparo:
Em uma frigideira, esquente o azeite, junte a cebola e os dentes de alho e doure. Acrescente o arroz e refogue bem. Junte as abobrinhas limpas e cortadas em fatias finas junto com as pétalas de flor de abobrinha, acrescente aos poucos o caldo de vegetais, mexendo sempre, e sal a gosto. Cozinhe por aproximadamente 20 minutos ou até que o arroz fique al dente. Desligue o fogo e acrescente a manteiga e o queijo. Misture, corrija o sal e a pimenta e, para finalizar, acrescente o suco de laranja e o carpano. Deixe descansar por três minutos e, antes de servir, decore com hortelã e as pétalas de flor da abobrinha por cima.

Post Relacionado
O que é CARPACCIO?
15/09/2021
Como Receber para Sopas
04/05/2021
Truta al Cartoccio
10/03/2021
Arroz e Grãos

Risoto de alcachofra com Presunto de Parma


Ingredientes:
1/2 xícara de azeite
1 cebola roxa picada
350g de fundo ou coração de alcachofra em conserva no azeite
(É importante comprar em conserva no azeite e não no vinagre, o azeite da conserva pega o gosto da alcachofra. Não precisa picar a alcachofra, pois ela se desfaz naturalmente com o cozimento do risoto).
2 xícaras de arroz do tipo arbóreo de boa qualidade
3/4 xícara de vinho branco seco
1,5 e 1,8 litros de caldo de legumes fervente
100g de presunto cru em fatias rasgadas
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de salsinha picada
1 xícara de parmesão ralado
Preparo:
Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola até ficar macia. Junte o arroz e frite, mexendo por um minuto. Adicione o fundo de alcachofra e refogue por meio minuto. Despeje o vinho, misture e espere incorporar e evaporar. Acrescente uma concha do caldo e cozinhe, mexendo sempre, até o caldo ser incorporado no arroz. Repita isso até o arroz ficar al dente (leva aproximadamente 20 minutos). Desligue o fogão, adicione o presunto, a salsinha, o parmesão e a manteiga. Deixe descansar na panela tampada por 5 minutos e sirva polvilhado com parmesão a gosto. Rende 4 porções.

Post Relacionado
O que é CARPACCIO?
15/09/2021
Como Receber para Sopas
04/05/2021
Truta al Cartoccio
10/03/2021