Category

Carnes

Carnes

Pimentões assustadores

Halloween
Ingredientes:

4 unidade(s) de pimentão vermelho pequeno
2 colher(es) de chá de óleo
2 dente(s) médios de alho
1/2 cebola
2 xícara(s) de chá de carne moída sem gordura crua
1/2 colher(es) de chá de sal
1/2 colher(es) de chá pimenta-do-reino preta moída
2 colher(es) de sopa de molho de tomate
2 colher(es) de sopa de azeitona preta em conserva, pequena, cortada em rodelas Preparo:
Corte e reserve a parte de cima – em torno de 2,5 centímetros – e as sementes dos pimentões. Com uma faca de ponta, crie a cara no pimentão, destacando as partes. Corte em pedaços pequenos e reserve as partes destacadas.
Em uma panela, aqueça o óleo sobre fogo médio.
Refogue a cebola por dois minutos, até que esteja macia.
Acrescente o alho e as partes destacadas do pimentão e refogue por mais um minuto, mexendo com frequência.
Acrescente a carne moída, o sal e a pimenta e mexa.
Deixe cozinhar até que esteja marrom, por cerca de 10 a 15 minutos.
Adicione o molho de tomate e as azeitonas e mexa. Deixe esfriar.
Preaqueça o forno a 180 °C. Unte uma assadeira com óleo em spray.
Arrume os pimentões na assadeira. Com uma colher, distribua a carne dentro de cada pimentão. Asse por cerca de 15 minutos ou até que os pimentões estejam macios e levemente tostados na parte de baixo. Retire do forno e deixe esfriar por cinco minutos e sirva.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Picadinho à Paulista


Ingredientes:
2 colheres (sopa) de manteiga
1/4 xícara (chá) de cebola picada em cubos pequenos
200 g de filé mignon cortado em cubos
½ de tomate em cubos, sem pele e semente
1 xícara (chá) de molho de carne (Molho Rôti)
Sal e pimenta do reino a gosto
Preparo:
Corte o filé em cubos.
Numa frigideira com manteiga, doure a carne. Reserve a carne e deixe o molho que ela solta na frigideira.
Na mesma frigideira refogue a cebola, o molho de carne e o tomate em cubos.
Volte a carne na frigideira e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
Sugestão de acompanhamentos:
120 g de arroz
100 g de feijão
50 g de farofa
1 ovo frito
1 banana baby caramelizada
Le Vin Bistrô (Jardins)

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Canjiquinha com costelinha de porco


Ingredientes

400 gramas de costela suína
3 litros de Água quente
1 cálice de cachaça (ou pinga)
1 limão
200 gramas de canjiquinha
1/2 xícara de óleo
5 dentes de alho amassados
1 cebola picada
1 colher de sopa de urucum em pó
2 folhas de louro
Pimenta malagueta a gosto
Cebolinha picada a gosto
Preparo:
Lave as costelinhas em água corrente.
Coloque-as em uma panela e junte 1 litro de água, a cachaça e o suco do limão.
Deixe ferver por 5 minutos, escorra as costelinhas e frite-as até dourar. Reserve.
Cozinhe a canjiquinha no restante da água até ficar macia, como um mingau grosso. Reserve.
Aqueça o óleo e refogue o alho e a cebola.
Junte as costelinhas e tempere com sal, pimenta e o urucum
Acrescente a canjiquinha e o louro e deixe cozinhar por 20 minutos.
Se necessário, acrescente água fria.
Sirva polvilhado com a cebolinha.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Feijoada sergipana

E do Sergipe, ainda sobre o mês do folclore
Ingredientes da feijoada:
2 kg de feijão mulatinho
½ kg de bacon
100 ml de óleo de milho
½ kg de carne seca
½ kg de carne de fumeiro
½ kg de “paulista” (lagarto)
½ kg de lingüiça de porco
½ kg paio
1 repolho
1 kg de batata doce
6 maxixes
6 jilós
1 kg de quiabo
4 cenouras
2 cabeças de alho
1 cebola grande
½ maço de hortelã
5 folhas de louro
Acompanhamentos:
Bananas da terra cozida ou frita
Farofa de manteiga ou farinha
couve refogada
Molho de pimenta
Arroz branco
Preparo:
Dessalgue as carnes salgadas e afervente.
Bata a cebola com água e a hortelã e reserve.
Corte o bacon em pedaços pequenos e refogue-o em 100 ml de óleo de milho. Acrescente uma cabeça de alho picado e refogue todas as carnes em peças inteiras. Adicione a cebola batida, ponha água o suficiente para cobrir as carnes e vá retirando à medida que estiverem cozidas. Corte-as em pedaços, para o serviço e reserve. Cozinhe o feijão neste caldo até que esteja ao ponto. Separe os grãos de feijão, com um pouco de caldo e guarde-os à parte.
No caldo que sobrou (acrescente água se necessário) cozinhe o repolho cortado em 4 partes, as cenouras, a batata doce, o maxixe, o jiló e os quiabos. Retire as “verduras” e guarde-as em travessas de serviço.
Redistribua este caldo batido com um pouco de feijão sobre todos os ingredientes e sirva quente em travessas separadas acompanhados de bananas da terra fritas ou cozida, farofa de manteiga e cebola, couve refogada, arroz e molho de pimenta.
(Receita Casa Vogue)

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Filé à Oswaldo Aranha


Apesar da longa folha de serviços prestados ao Brasil, o advogado, político e diplomata Oswaldo Euclydes de Souza Aranha (1894-1960), um gaúcho que passou boa parte da vida no Rio de Janeiro, é mais conhecido por um bife malpassado. É uma porção alta de carne, pesando de 300 a 350 gramas, dourada em frigideira de ferro. Vai à mesa acompanhada de rodelas de batatas fritas em óleo, chamadas de portuguesas, arroz branco e farofa. Mesmo com preparo elementar, revela-se apetitosa e suculenta, além de proteica.
Receita clássica da culinária carioca, ao lado do picadinho meia-noite e da sopa Leão Velloso, o bife à Oswaldo Aranha agora é preparado no Brasil inteiro.
rende 1 porção
Ingredientes:

300 a 350g de filé mignon
100g de alho cortado em finas lâminas (retire o filete que existe no interior do alho, para o sabor ficar menos ativo)
Óleo para fritar
Sal a gosto
Acompanhamento:
300g de batatas à portuguesa cortadas em finas rodelas e fritas em bastante óleo previamente aquecido em temperatura alta
Arroz branco
Farofa
Preparo:
Doure as lâminas de alho em uma frigideira de ferro (preferencialmente fundido), com um pouco de óleo quente.
Polvilhe o filé com sal e coloque-o na frigideira, com as lâminas de alho, fritando-o dos dois lados, até atingir o ponto desejado (o ideal é ficar malpassado ou ao ponto)
Sirva bem quente, com as batatas, o arroz e a farofa.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Caribéu

um prato indígena típico do Pantanal
Quem busca diversificar precisa experimentar o caribéu pantaneiro
Dizem os historiadores que, antes da chegada dos portugueses, os índios já faziam o caribéu utilizando mandioca e carne de caça. Os bandeirantes substituíram a carne de caça pelo charque (ou a carne seca) que eles traziam para o sustento na viagem.
Hoje, o prato acompanha as comitivas dos peões que atravessam o pantanal levando as boiadas. É muito apreciado tanto em Mato Grosso do Sul, como em Mato Grosso. O segredo do prato é o ponto, principalmente da mandioca que não pode “empapar”. Assim, é necessário acrescentar os ingredientes na ordem certa.
Carne Soleada
Nesta receita, a chef terena Kalymaracaia usa um corte de carne chamado capa de coxão duro. A carne soleada é uma carne-de-sol mais jovem, uma espécie de carne serenada. Recebe pouco sal e fica marinando algumas horas. Depois, descansa 48 horas à sobra. O resultado é uma peça escura por fora, porém vermelha por dentro e mais macia.
Ingredientes
1 kg de carne soleada (carne-de-sol)
1kg de mandioca amarela
5 tomates grandes
3 cebolas grandes
4 dentes de alho
1 maço de cebolinha
1 maço de salsinha
1 pimentão vermelho médio ou ½ pimentão grande
2 colheres de sopa de urucum (pode ser o colorau)
Sal à gosto
Óleo ou azeite de oliva à gosto
1 litro de água
Preparo:
A chef Kalymaracaya explica que a carne deve ser cortada em lascas de aproximadamente 3 cm de comprimento. Faça cortes enviesados, intercalando os lados da peça. Reserve.
A mandioca (xupu na língua terena) segue a mesma lógica da carne. Os cortes devem ser em lascas, intercalando os lados da raiz para que as fatias fiquem irregulares. Reserve.
Tomate, cebola e pimentão: corte tudo em cubos pequenos e reserve.
Alho: Amasse bem e reserve. Cebolinha e Salsinha: A salsinha deve ser picada. Já a cebolinha deve ser fatiada em pequenos tubinhos de meio centímetro. Reserve.
Deixe a panela bem quente, antes de colocar a carne. Em seguida, um fio de óleo ou azeite. E então, mexa para dar a primeira fritada na carne. Acrescente a cebola e o alho. Continue mexendo com colher de pau até a mistura ficar toda dourada.
Na sequência, jogue na panela o tomate, o pimentão e a mandioca. Misture bem. Em seguida, coloque 1 litro de água e continue mexendo.
Em seguida, adicione duas colheres de urucum em pó, a cebolinha com a salsinha e mexa um pouco.
Deixe cozinhar por vinte minutos ou até que a mandioca ficar macia. Mexa de vez em quando para não grudar no fundo. Atenção: A mandioca não pode derreter. Precisa ficar macia, porém firme. Não precisa tampar a panela. O ponto ideal é um caldo ligeiramente grosso e com os pedaços inteiros da mandioca.
O prato e seus acompanhamentos:
O prato fica completo com arroz branco e farofa.
Suco de maracujá, caju ou guavira são exemplos de bebidas que combinam com o caribéu.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

paçoca com banana

Roraima, no Norte do Brasil, tem mais atrativos do que se imagina. As belezas naturais atraem turistas o ano todo. Mas o estado possui ainda uma variada gastronomia. Ela é ligada à cultura indígena e aos tropeiros. Conheça aqui algumas das delícias da cozinha roraimense e prepare-se para ter uma experiência incrível.
Eleita pelo gosto popular como o prato típico do estado, a paçoca com banana é uma iguaria que aguça a curiosidade dos moradores do Sul e Sudeste. Outro prato tradicional é o pé de moleque, que ganha um toque especial ao ser enrolado em folha de bananeira.
Sem falar nos sucos, que apanham da natureza o melhor do sabor das frutas nascidas em abundância na região Norte. Um deles é o caçarí, considerada a fruta com a maior concentração de vitamina C do mundo.
Mas, nossa receita de Roraima é a famosa:
Paçoca com Banana
A receita leva farinha, banana, carne seca ou charque batidos no pilão tradicional, com a força dos braços. O prato é tão famoso em Roraima que ele é o mais consumido no Festejo Quarto de Bode.
O festival já dura três décadas e ocorre no município de Amajari, a 155 km da capital Boa Vista. Uma vez por ano, o roraimense recebe turistas para curtir o festival, movidos à paçoca com banana e bandas de forró.
Entretanto a origem do prato, que é o principal produto do turismo gastronômico de Roraima, é incerta. Alguns estudiosos dizem que tudo começou com os tropeiros e outros que se originou nas tribos indígenas.
Os tropeiros nordestinos que iam à região Norte vender bois colocavam mantas de carne seca embaixo das selas antes da montaria. O movimento do cavalo no trajeto triturava a carne, que era misturada à farinha e aos demais ingredientes.
Você certamente já ouviu a expressão “por cima da carne seca”. Ela remete à fartura dos tropeiros que viam na carne seca a certeza de passar dias e noites com comida garantida, já que o alimento dificilmente estragava.
Ingredientes:
1/2 kg de coxão duro
4 cebolas médias cortadas em pedaços
1 1/2 xícara (chá) de óleo
2 colheres (chá) de sal
1/3 de xícara de vinagre
1 colher (chá) de molho de pimenta
1/4 xícara (chá) de manteiga
4 xícaras (chá) de farinha de milho
6 bananas-da-terra maduras sem casca, cortadas em rodelas
Preparo:
Ponha a carne na panela de pressão e cubra com água. Tampe e leve ao fogo alto até ferver. Abaixe o fogo e cozinhe por duas horas. Quando esfriar, desfie. Refogue a cebola em 3/4 de xícara de óleo por dez minutos. Junte a carne, o sal, o vinagre e o molho de pimenta. Refogue por 15 minutos.
Passe no processador. Reserve. Numa frigideira, derreta a manteiga em fogo alto e acrescente a farinha de milho. Cozinhe, mexendo até começar a dourar. Misture com a carne. Reserve. Aqueça bem o óleo restante e frite a banana até dourar. Escorra sobre papel toalha e sirva com a paçoca.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Ragu de Carne ao Vinho


Ingredientes:
Ragu:
300 g de carne de bovina cortada em cubos pequenos
150 g de lingüiça calabresa picada
80 g de bacon cortado em cubinhos
4 tomates sem pele e sem sementes
2 colheres de sopa de extrato de tomate
1 copo de vinho tinto encorpado
1 litro de caldo de carne
1 colher de sopa de óleo
2 colheres de sopa de azeite
2 talos de salsão cortado miúdo
1 cenoura cortada em cubinhos
1 cebola picada miúda
1 bouquet garni
1 cebola piquê
2 dentes de alho picado
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto
Preparo:
Em uma panela, aqueça o óleo, o azeite e o bacon até que este fique transparente. Acrescente o salsão, a cenoura e a cebola cortados e refogue por alguns minutos. Junte o alho e doure levemente. Acrescente as carnes e salteie até dourar. Junte o extrato de tomate e os tomates picados. Adicione o vinho tinto, reduza à metade e junte o caldo de carne. Acrescente o bouquet garni, a cebola piquê, tampe a panela e cozinhe em fogo lento por cerca de 40 minutos ou até que todo líquido tenha reduzido. Tempere com sal e pimenta, retire o bouquet garni e a cebola piquê. Sirva com polenta.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

Rabada


Ingredientes:
2 kg de rabada fresca
4 folhas de louro
2 Cebolas inteiras
Sal a gosto
1 colher de sopa de alho picadinho
Pimenta – do – reino a gosto
Molho de Pimenta a gosto
Cheiro verde
500ml de molho de tomate fresco
4 colheres de sopa azeite
Preparo:
Lave a rabada com vinagre.
Leve à pressão com 2 folhas de louro e 1 cebola inteira. Despois de 20 minutos, desligue, espere esfriar, abra a panela e descarte a água. Repita esse procedimento mais uma vez.
Na mesma panela, junte o azeite e doure a carne, depois, acrescente a cebola picada e o alho.
Em seguida tempere com sal, pimenta – do – reino
Adicione água até que cubra a rabada, tampe e deixe cozinhando, após pegar pressão por 30 minutos.
Em seguida, quando a rabada estiver mole, despeje o molho de tomate, verifique o sal e as pimentas.
Deixe ferver mais um pouco e desligue.

Post Relacionado
Bread and Butter Pudding O adorado pudim de pão da princesa Diana
07/12/2021
Pavê de Panetone
07/12/2021
Bolo Red Velvet em Guirlanda
07/12/2021
Carnes

VIRADO DE FEIJÃO À PAULISTA

Ingredientes:
150 g de feijão mulatinho
2 ovos
50 g de toucinho fresco em tiras
½ cebola picada
Cebolinha verde picada a gosto
1 folha de louro
1 dente de alho amassado
Lingüiça toscana fresca
500 ml de água
1 ½ xícara de farinha de mandioca tipo beiju
Preparo:
Cozinhar o feijão com água, o louro, sal e a pele do toucinho. Depois de cozido, processar um terço do feijão e reservar a outra parte escorrida, com o caldo separado.
Numa panela colocar o toucinho, levar ao fogo médio e deixar derreter até dourar. Escorrer o excesso de gordura e reservar.
Numa frigideira, juntar o alho, a cebola e fritar, mexendo sempre até dourar. Acrescentar o feijão (inteiro e processado), um pouco do caldo reservado, a salsa e a cebolinha verde. Mexer e cozinhar alguns minutos. Juntar a farinha aos poucos, mexendo até formar uma pasta. Tirar do fogo, passar para uma travessa e reservar em local aquecido. Fazer alguns furos na lingüiça, colocar na panela e pingar água até que fiquem douradas. Cortar em rodelas e juntar ao virado. Acrescentar as tiras de toucinho crocantes e ovos fritos.

Post Relacionado
Alcachofra com molho de ervas
03/09/2020
“O Fruto Proibido”
14/07/2020
SALMOS 2009 Miguel Torres
24/10/2019